O Sonho das Mulheres para 2014

O papo de que as mulheres nunca sabem o que querem é antigo. Ultrapassado, para dizer a verdade. Mesmo se os machistas de plantão se levantarem para dizer o contrário. Vão ser vaiados e tachados de retrógrados.

As mulheres sabem muito bem o que querem. A confirmação pode ser conferida numa pesquisa feita no Rio de Janeiro a respeito desse assunto: as mulheres demonstraram muitas coisas de mexer com as mentes dos homens.

Não é para menos. Por séculos, as mulheres não tiveram chance de mostrar a razão da existência de cada uma. Em qualquer parte do mundo. Com diferenças culturais diferenciadas. Algumas mais evoluídas, outras nem tanto. No Brasil, não precisa nem dizer que ainda existem mulheres vivendo sob o julgo e planejamento dos homens. Sem falar da ideia de somente homens fazerem planos no fim e também no início do ano para viverem com mais liberdade e segurança em suas vidas.

Não, já faz um certo tempo que, no Brasil, as mulheres, em muitos casos, são os chefes de famílias. Em outros, os maridos, por uma razão ou outra, continuam para inglês ver, mas quem mantém a família são as donas de casas. E finalmente, existem aquelas mulheres solteiras com filhos a serem sustentados. Tem sucesso tanto quanto qualquer homem na face da Terra.

A enquete envolveu todas essas mulheres: solteiras com filhos, casadas, artistas e aquelas que resolveram sair de casa e mostrar a cara para o mundo.

As Aspirações

Em primeiríssimo lugar, em 55% dos casos, as mulheres afirmaram ser o equilíbrio da vida pessoal com a vida profissional, o que mais desejam. Com 52% e em segundo lugar, as mulheres gostariam de adotar uma alimentação mais saudável. Devido a vida atribulada, muitas engordam e perdem a silhueta adequada para uma executiva de sucesso. Ou mesmo para garantir a produtividade do trabalho exigido.

O desejo com 47% de resposta das mulheres não deixa de mostrar o lado romântico de todas elas: fazer uma viagem inesquecível. Provavelmente, para viver um grande amor. De que adianta fazer sucesso no amor e no trabalho e manter-se numa rotina de acordar, trabalhar, almoçar, jantar e dormir. Todos os dias, todas as horas. Não há corpo que aguente. Não há nenhum organismo resistente às consequências do sedentarismo.

Assim, 46% das mulheres demonstram que sucesso a qualquer maneira não vale a pena. O mundo é das mulheres. Já sabemos disso. Elas já chegaram lá. Já têm uma presidenta: Dilma Rousseff. Então, é normal que 43% das mulheres querem estudar mais: escola, faculdade e cursos de pós-graduação.

Mas de que adianta tudo isso? Conseguir chegar lá… ter sucesso no trabalho… dinheiro para tudo e sem cuidar de si mesmas?

Para 42% das mulheres entrevistadas, esse é o maior desejo de vida para 2014. Caso contrário, manifestaram frustração se não chegarem pelo menos perto disso.

Ter dinheiro, ter sucesso. Em contrapartida, estar infeliz onde trabalha. Não há liberdade de expressão e competência. Ter currículo e não poder mostrar que pode fazer melhor. Muitas mulheres se sentem cerceadas no que fazem. Exatamente 36% dessas mulheres confirmaram que pretendem tomar coragem e mudar de emprego.

Alguém deve estar se perguntando onde fica a política na vida dessas mulheres. Alienação não é. Já temos mulheres suficientes mostrando a que vieram. Saem à rua e até nesta pesquisa 35% delas pediram Justiça. Querem que os políticos, ao serem provados os seus envolvimentos, sejam presos.

Essas mulheres maravilhosas gostam também de fazer compras, muitas compras. Não é toa que ficam tão lindas e elegantes. É o sucesso no trabalho rendendo dinheiro suficiente para se cuidarem. Mesmo assim, 34% delas pretendem economizar dinheiro.

Finalmente, com sucesso garantido, dinheiro em caixa e festas e mais festas no fim de ano, é melhor se cuidarem.  Talvez por isso, 33% dessas mulheres pretendem perder peso no ano de 2014 para ficarem mais lindas ainda.

0 0 725 07 janeiro, 2014 Contemporaineidade, Slide, Sociedade janeiro 7, 2014

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>