LIVRO DE HITLER – MEIN KAMPF (MINHA LUTA) PROVOCA POLÊMICA

O livro escrito por Adolf Hitler, Mein Kampf, vai ser relançado na Alemanha. A polêmica foi instalada tanto na Alemanha como no resto do mundo. Os aliados tinha proibido a publicação da obra após o final da Segunda Guerra Mundial. Acontece que os 70 anos dos direitos autorais do ditador nazista entre 1924 e 1926 expiram no final deste ano.
A partir do início de 2016, qualquer editora do mundo poderá publicar a obra de Hitler sem pedir licença. O que significa ter de entrar em contato com o governo da Bavieira, detentora dos direitos autorais. Antes que isso pudesse ocorrer, a Alemanha anunciou a publicação da obra em janeiro. Mas o livro não terá apenas o conteúdo escrito pelo autor. Será uma edição crítica com trechos explicativos e cerca de 3500 anotações.
Os leitores terão acesso a uma obra de 2 mil páginas, que será dividida em dois volumes. A edição resulta de um trabalho árduo de três anos de trabalho de acadêmicos do Instituo de História Contemporânea de Munique. Para quem vai comprar o livro, é bom saber que a maior parte do primeiro volume resulta de um quadro autobiográfico. Escrito por Hitler, quando estava na prisão de Landsberg. A grande porção do segundo volume foi finalizada em seu retiro montanhoso de Berchtersgaden, já fora da prisão.
Na altura do campeonato, pergunta-se por quais motivos, ainda se dá importância a um livro escrito por um louco que matou milhões de judeus? Acontece que esse louco escreveu um livro sedutor para uma juventude de tribos de comportamentos díspares. Sem falar de um conteúdo resultante de uma mistura de experiência pessoal e ideologia política díspares.
Dois aspectos chamam à atenção para o lançamento do livro do ditador alemão: O primeiro diz respeito ao fato de que a Alemanha ainda luta com o legado da era nazista e porque não dizer do Holocausto. O segundo aponta para o fato de que a Europa passa por um agravamento da crise capitalista. Na verdade, a maior desde 1929. É só olhar a Grécia e todos os outros países do Mercado Europeu.
Não vamos esquecer o aumento da xenofobia na Alemanha, a publicação do best seller de Hitler é no mínimo preocupante. De outro lado, não podemos deixar de que as novas gerações precisam entender o que ocorreu. Por isso, a nova obra vem com diversos esclarecimentos do que o poder ditatorial de um homem pode fazer com seus semelhantes. No Brasil, algumas editoras pretendem publicá-las: A Geração Editorial e a Centauro.

0 0 541 26 dezembro, 2015 Comportamento, Cultura, Literatura, Slide dezembro 26, 2015

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>