LEITE MATERNO TRANSFORMADO EM INDÚSTRIA

O leite materno é fundamental para o desenvolvimento de uma criança. Sem ele, a criança não sobrevive. Não consegue formar a imunidade para enfrentar os ataques dos microorganismos do meio ambiente. Basta ver uma gata com uma ninhada. Se não amamenta seus filhotes, eles morrem em pouco tempo.
Agora o leite materno vai ser produto de industrialização pelos americanos. Tornou-se produto industrial nos EUA. O rápido crescimento do segmento de negócio levou a uma das mais novas fronteiras do setor de biotecnologia. Em contrapartida, provocou preocupações por todos os lados.
De outro lado, o fato do alto valor proteico do leite materno levou a mães americanas faturarem até 1300 reais por mês. Claro, pelo excedente após alimentarem seus filhos. O leite extraído por elas é encaminhado a uma unidade industrial. Na América, empresas como a Prolacta Bioscience e Medolac Laboratories têm esquemas preparados para receber o material.
O alvo dessas empresas é o alimentar bebês muito prematuros em unidades de tratamento intensivo de maternidades. Naturalmente, ao custo de milhares de dólares por bebês. Mas não fica só nisso. O concentrado proteico pode também ser usado para tratar adultos com doenças intestinais e infecciosas. O alcance das possibilidades mostra que sua utilização é apenas a ponta de um iceberg de grandes promessas.
O lado ruim da história fica por conta da probabilidade de reduzir o volume de leite disponível para bancos de leite sem fins lucrativos. Lembrar que mães que não conseguem amamentar, também não possuem condições de bancar o alto custo do produto.
Além do mais, os especialistas no assunto não são unânimes das virtudes do produto industrializado. Sem falar em alguns médicos que apesar de apreciar o produto, acham caro demais para indicarem.

0 0 375 29 março, 2015 Saúde março 29, 2015

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>