Doença de Peyronie

Trata-se de uma doença exclusiva dos homens, bem conhecida dos médicos, mas não do público em geral. A imprensa escrita e falada pouco menciona assunto.

Na doença de Peyronie, surge uma placa fibrosa sob a pele do pênis. Costuma afetar os homens entre 40 e 60 anos. A incidência é estimada de 1% a 5% na população. O problema ocorre na ereção. Provoca dores, muita dor, principalmente na curvatura do órgão, dificultando a atividade sexual. Com frequência, leva o portador à depressão.

Agora, os portadores da doença tiveram um sopro de esperança. O órgão supremo na área de Saúde dos EUA, a FDA, agência que controla remédios e alimentos, aprovou o uso de um medicamento biológico para a doença.

Se o remédio confirmar sua ação nos diversos candidatos, será o primeiro tratamento não cirúrgico para o problema. E, como é de conhecimento de quem sofre desse problema, a cirurgia nem sempre dá aqueles resultados esperados.

A forma de tratamento consiste na aplicação no pênis de injeções do remédio. Ele atuaria no colágeno, proteína cujo excesso criaria a placa fibrosa que causa a curvatura do órgão.

Mas que ninguém vá tentar fazer o tratamento por conta própria, coisa típica de brasileiro. Vá à farmácia, compre o remédio e tente resolver o problema. Somente especialistas devem aplicar o remédio no local afetado, pois reações adversas foram relatadas.

Foram feitos testes com 832 pessoas com resultados promissores constatando a eficácia da droga. Excelente notícia para os doentes.

0 0 744 19 dezembro, 2013 Deu Na Imprensa, Saúde, Slide dezembro 19, 2013

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>