Tudo sobre os grandes do Estado no Brasileirão

Rodada deste meio de semana tem derrota do Corinthians, empate do Santos, vitória  São Paulo e mesmo com derrota Palmeiras segue firme Rumo a Série A

São Paulo

São Paulo vence Náutico e consolida reação contra rebaixamento

O São Paulo deu mais um passo importante na noite desta quarta-feira para se livrar do rebaixamento ao ganhar a terceira partida em quatro jogos. Depois de empatar com o Corinthians, o time de Muricy Ramalho recebeu o Náutico, no Morumbi, e transformou o último colocado do Campeonato Brasileiro em uma presa fácil para vencer por 3 a 0.

Além de ter balançado a rede duas vezes na partida (gols do atacante Ademilson, Paulo Henrique Ganso e Welliton), a equipe paulista praticamente não foi ameaçada. O goleiro Rogério Ceni, que desperdiçou um pênalti nos minutos finais do clássico de domingo, desta vez até chapéu deu.

O resultado leva o São Paulo a 37 pontos, cinco acima da zona de descenso – a diferença pode cair na quinta-feira, quando o Vasco entra em campo. Já o Náutico, treinado por Marcelo Martelotte, permanece com 17 pontos, na última posição da tabela, reafirma a condição de candidato a rebaixado para a segunda divisão nacional.

Os 37 pontos alcançados com o triunfo por 3 a 0 sobre o Náutico, nesta quarta-feira, afastaram o São Paulo um pouco mais da zona de rebaixamento, mas ainda não aliviaram o time completamente. Para Rogério Ceni, a confiança tende a ser maior a partir da barreira dos 40 pontos, que pode ser superada no domingo, em caso de vitória sobre o Bahia, às 16h em Salvador.

“Quando você chega a 40 pontos, o lado psicológico conta muito. É que nem ir à loja e comprar (um produto) por R$ 39,90, e não por R$ 40″, disse o goleiro e capitão, referindo-se à prática mercadológica de tentar atrair clientes com a impressão de que a diferença no preço é superior a apenas dez centavos.

Nas contas da comissão técnica, 46 pontos são suficientes para acabar com qualquer risco de descenso à segunda divisão nacional. Desde 2006, ano em que o Campeonato Brasileiro passou a ter apenas 20 participantes, nenhum clube foi rebaixado com essa pontuação. Neste momento, restam nove rodadas.

Corinthians

Corinthians perde no sul para o Grêmio e começa a ver zona de rebaixamento mais próxima 

Hernán Barcos não fazia gols havia nove partidas. Depois de 924 minutos sem realizar nenhum tento, o argentino marcou, no começo do segundo tempo, o golaço que o fez quebrar o jejum e dar uma importante vitória ao Grêmio sobre o Corinthians, na Arena, por 1 a 0, uma semana antes da partida que definirá quem passará às semifinais da Copa do Brasil.

O jogo entre as duas melhores defesas do país no momento foi extremamente truncado no primeiro tempo, quando as equipes chegaram basicamente em chutes de fora da área. Com a entrada do meia Maxi Rodríguez, o Grêmio voltou do intervalo mais ofensivo e abriu o placar cedo no segundo tempo, com passe do uruguaio para Barcos, que mandou para as redes e definiu a vitória.

O resultado recoloca o time gaúcho na vice-liderança do Brasileiro, com 52 pontos, e torce para que o Botafogo não vença o Vitória na quinta para se manter em segundo lugar. Situação bem oposta vive o Timão: caiu para 14º, com 37, só cinco pontos à frente da zona de rebaixamento.

Os dois times voltam a campo no fim de semana. O Grêmio volta agora suas atenções para o clássico Gre-Nal, que ocorrerá em Caxias do Sul, no próximo domingo. O Corinthians voltará a campo sábado, no Pacaembu, contra o Criciúma.

Palmeiras

Desfalcado Verdão, perde para o Icasa, mais já prepara a festa para a volta a 1ª Divisão

O Palmeiras não conseguiu superar as ausências de nove jogadores, na noite desta terça-feira, e jogou muito mal na derrota por 1 a 0 para o Icasa, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte. Com erros atrás e na frente, o time paulista acumulou o tropeço no caminho que percorre para voltar à elite do futebol nacional. O único gol da partida foi marcado depois de uma falha feia dos visitantes.

Marcelo Oliveira chutou a bola em cima de Marcos Vinícius, e a sobra ficou para Juninho Potiguar mandar para as redes, até driblando o goleiro Fernando Prass. O líder da Série B ainda cometeu outras bobeiras atrás, mas o Icasa não aproveitou. Nos acréscimos, Juninho ainda perdeu a bola no meio-campo, percorreu Neílson até a entrada da área e cometeu falta para impedir o gol, recebendo o cartão vermelho.

No sistema ofensivo, o Palmeiras também mostrou pouca qualidade para levar perigo efetivo à meta adversária, com atuações muito apagadas de Leandro e Ananias. Os desfalques desta terça foram Valdivia, Henrique e Eguren, que servem às seleções de Chile, Brasil e Uruguai, respectivamente. Já Vilson, Mendieta, Márcio Araújo, Wendel e Tiago Alves se recuperam de problemas clínicos, enquanto Charles cumpriu suspensão automática. Mesmo castigado com a má atuação, o time paulista segue tranquilo na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 65 pontos, enquanto o Icasa chegou aos 47 e se aproximou do G-4, no quinto lugar.

Na próxima rodada da segunda divisão, os dois clubes jogam no sábado. Às 16h20, o time de Gilson Kleina enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista, onde encerrará a série de seis jogos longe da capital paulista. Já o Icasa duela com o São Caetano, no Anacleto Campanella, às 21 horas.

Santos

Peixe desperdiça chances e ficam no 0 a 0 na Vila contra o Internacional

Em jogo disputado, com direito até mesmo a interrupção do jogo no segundo tempo, por queda parcial de energia no estádio, Santos e Internacional-RS empataram por 0 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. As duas equipes criaram boas chances de gol, mas não conseguiram o resultado positivo. O empate levou o Peixe para a oitava posição no Campeonato Brasileiro, com 40 pontos. Enquanto isso, o Colorado ocupa temporariamente a sexta colocação, com 41 pontos.

Após o empate com o Internacional-RS, o técnico Claudinei Oliveira admitiu que a tarefa do Santos de chegar ao G-4 do Campeonato Brasileiro, que garante vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América, está cada vez mais difícil. Para o treinador, a principal dificuldade de sua equipe, na tentativa de se aproximar da zona de classificação para a Libertadores, é a falta de uma sequência de vitórias na competição.

No próximo sábado, o Alvinegro Praiano visita o Náutico, a partir das 18h30 (horário de Brasília), na Arena Pernambuco. Já o Inter faz o clássico gaúcho contra o Grêmio, domingo, às 16 horas (horário de Brasília), no Estádio do Vale.

 

0 0 1046 17 outubro, 2013 Esporte, Esportes Diversos, Futebol, Slide outubro 17, 2013

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>