Destaque da Semana – 53

Frases

“Eu lamento e acho violento que as pessoas saiam das lojas quando minha música toca.”

Simone, sobre campanha contra a música “Então é Natal”.

———————————————————————-

Palavra

pers·péc·ti·co (éct)

adjetivo

Relativo à .perspectiva, em .perspectiva.

———————————————————————-

Imagem

———————————————————————-

Pensamento

“Portanto, não há atributo de caráter mais importante do que uma firme resolução. O jovem que está se tornando um grande homem… e decidiu ser… mesmo sabendo que será recusado e derrotado milhares de vezes.”

Theodore Roosevelt

———————————————————————-

Atitude

———————————————————————

Observação

“Médico não é aquele cara que diz qual é sua doença (mesmo que seja só uma virose) e te passa algum tratamento (mesmo que seja só dipirona). Médico é o rapaz da equipe de Saúde que tem de assinar o atestado de óbito e dizer pra uma mãe que o filho de 14 anos morreu. E isso dói. Médico é um cidadão que estudou na universidade 8.400 horas durante 06 anos, com média de duas provas por semana (provas de nível bem acima das de residência), que trabalhou 02 anos de graça para o SUS como estagiário, onde nem direito pro almoço teve, e que ficou evoluindo na enfermaria no Dia das Mães, Carnaval, Natal e Ano Novo.

Médico é o cara que recebe ameaça verbal e física para dar atestado médico a uma dor de cabeça, fato que ocorre várias vezes ao dia. Médico é o profissional que entra em cirurgia de paciente soropositivo para AIDS, morrendo de medo de se furar, e ganha 98R$ por mês no adicional de insalubridade por esse risco. Médico é o ser humano que, por Lei, tem direito a 01 hora de pausa para almoçar no meio do plantão, mas engole a comida em quinze minutos porque a fila de atendimento é gigante. Médico é parte dos 99% dos profissionais que recebem a má fama do 1% que age sem ética.

O governo não investe em saúde, mas põe a culpa na falta de médicos. Digam-me: a culpa de escolas sem professores é dos professores? Médico muitas vezes é um cidadão que serve 01 ano obrigatório no Exército (homens) e faz residência de 03 a 05 anos, trabalhando de 60 a 84 horas por semana, recebendo salário por uma bolsa de 2.900 reais. E que, quando exige um pagamento compatível com sua formação, é chamado de egoísta, playboy e mercenário.

Se você teve saco se ler até aqui, parabéns! Porque nós, médicos, aguentamos isso a carreira inteira de mais de 40 anos. E não digo isso para elevar a categoria ao status de semideus. MÉDICO NÃO É SEMIDEUS. MÉDICO É GENTE IGUAL A VOCÊ. Médico tem sono, fome, saudades, vontade de brincar com os filhos e de ficar com a família. Médico morre de raiva de ver um paciente morrer porque o SUS não funciona.

Por isso, da próxima vez que se perguntar por que os médicos estão indignados, leia o texto acima. Não trabalhamos pra encher a carteira de dinheiro. Somos médicos porque amamos nosso trabalho, amamos cuidar de outros seres humanos e não tem dinheiro no mundo que pague isso de volta.

Amo ser médico e foi a melhor escolha que eu fiz pra minha vida. Portanto, parabéns a todos os médicos deste Brasil que tiram leite de pedra e aguentam as difamações do governo contra nossa classe. Vocês fazem deste país um lugar cada dia melhor.

(Gisele Mione)”


Kleitonn Gui

0 0 596 30 dezembro, 2013 Cultura/Entretenimento, Destaques da Semana, Slide dezembro 30, 2013

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>