Poeta Angolano Ernesto Vita no Brasil

Especialmente minhas sobrinhas, que não merecem ter um futuro igual ao passado que eu tive. Elas merecem continuar a acreditar num mundo melhor”
Ernesto Vita

Por Décio Vieira
Professor, Ativista por causas raciais, produtor e
apresentar do programa Sábado Cultural pela rádio ONDA FM 87,5 Caieiras

O poeta Ernesto Vita, natural de Cacuaco, província de Luanda em Angola, encontra-se há quatro anos no Brasil trabalhando, estudando e fazendo poesias, principalmente com as lembranças de sua terra e de sua gente. Formado em Geografia e História em Angola e em cursos técnicos no Brasil, tem como meta principal desenvolver a escrita, que é a forma de arte com a qual sempre se identificou.

Vita faz parte da primeira geração de poetas pós-revolução colonial de Angola em 1975; portanto, não viveu os horrores da guerra, porém, participa ativamente da reconstrução ou formação de seu país, que conta apenas com 38 anos de independência. Um país que tem de se reinventar e se reconstruir a partir de duas guerras: a colonial, pela independência, e civil para se firmar como nação soberana.

Ernesto Vita tem como referência a atuação de Agostinho Neto, o herói revolucionário de Angola e também poeta, que cantava as dores de seu povo. E observa-se em sua poesia um mourejar melancólico. Primeiro por uma saudade inaudita de sua terra; depois, como na poesia de Agostinho, por uma preocupação social com seu povo que luta bravamente por reconstruir seu país depois de uma devastadora guerra fratricida.

Sabemos que um escritor está em consonância com seu tempo e uma das situações em que o poeta se debruça constantemente é o drama da falta de oportunidades de sobrevivência por que passa sua gente. Esse drama faz com que jovens deixem a terra natal em busca de oportunidades que não encontram lá. Entretanto, nosso poeta convive com a pretensão de breve retorno, levando consigo as experiências adquiridas no Brasil. O poeta angolano admira a gente brasileira, que também labuta, a despeito de uma classe de políticos que pouco atua em beneficio do povo, quadro que, segundo seu pensamento, se assemelha à situação de Angola.

O Programa Sábado Cultural, que vai ao ar pela rádio ONDA FM 87,5 Caieiras às 16h00, em sequência a um de seus objetivos, possibilita conhecimento da produção poética de jovens que muitas vezes são anônimos em sua terra. Com certeza, Vita levará à Luanda boas impressões desse povo e se transformará em um colaborador de nosso programa de rádio. “Desde criança, sempre amei a escrita. A minha grande esperança é continuar a fazer algo em nome da família, de quem estou afastado, especialmente minhas sobrinhas, que não merecem ter um futuro igual ao passado que eu tive. Elas merecem continuar a acreditar num mundo melhor”.

A seguir, uma poesia construída em um momento de saudade:

Muana Angola,
mulher de Luanda,
mulher mukubale
mulher da Terra do Café,
mulher mumuila.
Angola clama por tua beleza,
Angola honra vossas lutas.

Cidade de Kaxito,
terra de Kalandula,
Bairro do Alvalade,
Angola Telecom,
Funda Kilunda,
Rio Bengo,
Katete,
Saurimo,
Kuito Bié,
Menongue,
Cidade-esperança,
Jamba, terra da luta, da esperança.

Angola de Soyo,
do Noki ao Luvu,
do Kibala a Katumbela,
do rio Kwnaza ao Mussulu.

São realidades da bela Angola,
cuidadora e acalentadora!
Mãe Angola, de Cabinda ao Cunene,
a Mayombe

Mãe querida,
um beijo.

Ernesto Vita

0 1 689 26 agosto, 2013 Caieiras e Região, Cultura/Entretenimento, Diversos, Slide agosto 26, 2013

Sobre o autor

Dr. Stélio Leal Pessanha é médico com formação em Neurologia e Neurocirurgia e atua em consultório desde que se formou. É chefe de neurologia e neurocirurgia das cidades de Caieiras e Francisco Morato, pós-graduado em Neurologia, eletroencefalografia, eletroneuromiografia, Oto–neurologia, potencial evocado auditivo, visual e somatosensitivo. Desenvolveu e desenvolve atividades em: - clínica médica: Saúde Pública, Administração Hospitalar, Patologia Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Didática do Ensino Superior - em comunicação: USP (Português, Inglês), Uninove (Jornalismo-Publicidade). Roteirista de rádio, teatro e TV É escritor: - “O Mestre Aprendiz de Medicina”, livro já editado que mostra a trajetória de um médico no dia a dia com pacientes no consultório, prontos-socorros e centros cirúrgicos (acesse https://www.youtube.com/watch?v=Gc0F4Z6DtUs para mais informações) - “O destino Cuspiu para o Alto”, em fase de execução, livro a respeito de membros de algumas famílias que tinham tudo para dar certo, mas trilharam o caminho do mal. Como cidadão, a rebeldia de um então jovem médico recém-formado o levou a fundar um jornal (Gazeta Regional de Caieiras e região), uma rádio (Onda FM 87.5), webTV (TV Nova Onda e está a caminho de abrir sua TV retransmissora, todos sob a égide da Associação de Mídia Comunitária, a AMIC). Todas as mídias objetivam defesa da democracia, do meio ambiente e dos direitos do que mais precisam.

Ver todos os artigos de Stelio Leal Pessanha

1 comentário

  1. Ernesto Vita

    sinto honrado ver meu nome é minha poesia ser publicado nosso vosso e nosso
    jornal, que achei realmente, rica e com temas realmente didáticos,
    queria eu saber se posso contar com vossa ajuda para poder divulgar meu futuro livro,
    ou seja tenho textos para publicar mas ainda, encontrei apoio, e com vosso ajuda queria poder divulgar
    meu nome para poder encontrar um apoio ou patrocinador pra meu livro de poesia,
    meu email é estews@hotmail.com

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>